Actualidade
Parcerias

Emirados Árabes Unidos pretendem investir no turismo angolano

Emirados Árabes Unidos pretendem investir no turismo angolano
Foto por:
vídeo por:
Cedidas

O xeique Ahmad Dalmool AL Maktoum, dos Emirados Árabes Unidos, manifestou ontem o interesse dos EAU em investir em Angola, no sector do turismo, mas em particular com projectos concretos em áreas como formação técnica profissional, ecoturismo do país e em unidades hoteleiras (gestão e construção).

O responsável falou por ocasião dum encontro que manteve ontem com a ministra do Turismo, Ângela Bragança, acompanhado da sua importante delegação, tendo afirmado que o Turismo é um grande sector, onde os investidores podem aplicar os seus recursos “e trazer mais turistas”, de acordo com o comunicado que recebemos.

Continuou que Angola é abençoada com muitos cenários e acredita que muitos turistas, a nível do mundo, gostavam de visitar um país assim.

Em relação a outros países africanos, os EAU têm recebido mais solicitações para investimentos, porém, segundo o chefe da comitiva, a boa relação com Angola influencia o interesse e atenção dedicada ao nosso mercado.

Angola tem estado a trabalhar na criação de todo um conjunto de elementos que propiciem o turismo interno e na atracção de investimentos para o país. A participação em eventos de relevo e encontros com mercados estratégicos consta da estratégia, lê-se no documento.

Por sua vez, a ministra do Turismo frisou que o turismo em Angola precisa de investimento privado e sublinhou, citada pela Angop, que durante o encontro, foi possível abordar questões ligadas ao Marketing e à possibilidade de trazer investimentos do Dubai para diferentes áreas em Angola, nomeadamente em zonas onde “há reservas naturais, atendendo que existem zonas diferentes, relativamente àquilo que é o Dubai, um país deserto”.

Este encontro é fruto de uma primeira abordagem feita pela governante angolana, aquando da sua visita aos Emirados Árabes Unidos, durante o Fórum de Oportunidades de Investimentos em África.

6galeria

Andrade Lino

Jornalista

Estudante de Língua Portuguesa e Comunicação, amante de artes visuais, música e poesia.

O xeique Ahmad Dalmool AL Maktoum, dos Emirados Árabes Unidos, manifestou ontem o interesse dos EAU em investir em Angola, no sector do turismo, mas em particular com projectos concretos em áreas como formação técnica profissional, ecoturismo do país e em unidades hoteleiras (gestão e construção).

O responsável falou por ocasião dum encontro que manteve ontem com a ministra do Turismo, Ângela Bragança, acompanhado da sua importante delegação, tendo afirmado que o Turismo é um grande sector, onde os investidores podem aplicar os seus recursos “e trazer mais turistas”, de acordo com o comunicado que recebemos.

Continuou que Angola é abençoada com muitos cenários e acredita que muitos turistas, a nível do mundo, gostavam de visitar um país assim.

Em relação a outros países africanos, os EAU têm recebido mais solicitações para investimentos, porém, segundo o chefe da comitiva, a boa relação com Angola influencia o interesse e atenção dedicada ao nosso mercado.

Angola tem estado a trabalhar na criação de todo um conjunto de elementos que propiciem o turismo interno e na atracção de investimentos para o país. A participação em eventos de relevo e encontros com mercados estratégicos consta da estratégia, lê-se no documento.

Por sua vez, a ministra do Turismo frisou que o turismo em Angola precisa de investimento privado e sublinhou, citada pela Angop, que durante o encontro, foi possível abordar questões ligadas ao Marketing e à possibilidade de trazer investimentos do Dubai para diferentes áreas em Angola, nomeadamente em zonas onde “há reservas naturais, atendendo que existem zonas diferentes, relativamente àquilo que é o Dubai, um país deserto”.

Este encontro é fruto de uma primeira abordagem feita pela governante angolana, aquando da sua visita aos Emirados Árabes Unidos, durante o Fórum de Oportunidades de Investimentos em África.

6galeria

Artigos relacionados

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form