Actualidade
Política

Em pouco tempo, Angola criou um favorável ambiente de negócios, afirma Presidente João Lourenço

Em pouco tempo, Angola criou um favorável ambiente de negócios, afirma Presidente João Lourenço
Foto por:
vídeo por:
DR

O Presidente da República, João Lourenço, afirmou nesta terça-feira, em Abu Dhabi, Emirados Árabes Unidos (EAU), que Angola é um país de grandes oportunidades que em pouco tempo criou um favorável ambiente de negócios, tendo referido que o Executivo angolano está a incentivar uma maior presença do sector privado e reduzir a excessiva intervenção do Estado na economia.

O chefe de Estado angolano, que falava por ocasião da Cimeira sobre Futuro Sustentável, enquadrada na Semana da Sustentabilidade de Abu Dhabi, que decorre até o próximo dia 19 deste mês, considera fundamental priorizar a redução da dependência económica do petróleo, primando pela diversificação da economia e maior atracção do investimento privado nacional e estrangeiro, que devem ser direccionados para outros ramos como a indústria, agricultura, as tecnologias.

Além disso, fez saber que o combate à corrupção e impunidade continuam nas prioridades do Executivo angolano, com objectivo de moralizar a sociedade e melhorar o ambiente de negócios, tendo deplorado que a corrupção é dos maiores males com que a classe política ou parte dela lidava na gestão do erário, e por arrasto, acabava por afectar a sociedade.

Num acenar ao investimento estrangeiro, o Presidente exortou o empresariado a apostar no investimento e no futuro de Angola, por acreditar que todos ganhariam com o turismo, agricultura, indústria ou em qualquer outro domínio, de acordo com a Angop.

6galeria

Redacção

O Presidente da República, João Lourenço, afirmou nesta terça-feira, em Abu Dhabi, Emirados Árabes Unidos (EAU), que Angola é um país de grandes oportunidades que em pouco tempo criou um favorável ambiente de negócios, tendo referido que o Executivo angolano está a incentivar uma maior presença do sector privado e reduzir a excessiva intervenção do Estado na economia.

O chefe de Estado angolano, que falava por ocasião da Cimeira sobre Futuro Sustentável, enquadrada na Semana da Sustentabilidade de Abu Dhabi, que decorre até o próximo dia 19 deste mês, considera fundamental priorizar a redução da dependência económica do petróleo, primando pela diversificação da economia e maior atracção do investimento privado nacional e estrangeiro, que devem ser direccionados para outros ramos como a indústria, agricultura, as tecnologias.

Além disso, fez saber que o combate à corrupção e impunidade continuam nas prioridades do Executivo angolano, com objectivo de moralizar a sociedade e melhorar o ambiente de negócios, tendo deplorado que a corrupção é dos maiores males com que a classe política ou parte dela lidava na gestão do erário, e por arrasto, acabava por afectar a sociedade.

Num acenar ao investimento estrangeiro, o Presidente exortou o empresariado a apostar no investimento e no futuro de Angola, por acreditar que todos ganhariam com o turismo, agricultura, indústria ou em qualquer outro domínio, de acordo com a Angop.

6galeria

Artigos relacionados

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form