ON/OFF
Responsabilização

Direcção do Hospital Municipal de Viana suspensa

Direcção do Hospital Municipal de Viana suspensa
Foto por:
vídeo por:
DR

A suspensão temporária dos membros de direcção e alguns funcionários do Hospital Municipal de Viana, no bairro Kapalanga, na sequência do falecimento de um cidadão de 31 anos de idade por negligência médica, pode ser vista como um sinal do início do fim da impunidade em instituições públicas, particularmente do sector da saúde, onde os angolanos são submetidos a situações de extrema humilhação.

Está claro que se trata de um caso isolado, e pode apenas mais uma tentativa de show-off de governantes, no âmbito da nova dinâmica que a actual e ainda recente liderança do país pretende implementar, mas também pode ser que de facto as coisas comecem a mudar. Assim sendo, o nosso apelo ao governador de Luanda, Adriano Mendes de Carvalho – que orientou por despacho um inquérito aos envolvidos - , é que leve esse assunto até últimas circunstâncias e que não se esqueça de divulgar os resultados da investigação, para que a punição dos verdadeiros culpados sirvam de exemplo para os demais.

Entretanto, só uma dica, ao Governador de Luanda: queremos também que seja reforçada, ou criada, a fiscalização aos efectivos dos Serviços de Fiscalização de Luanda, cuja actuação está manchada de actos de violência e robalheira a quem nada tem senão forças para ganhar o seu pão de cada dia com dignidade.

 

6galeria

Redacção

A suspensão temporária dos membros de direcção e alguns funcionários do Hospital Municipal de Viana, no bairro Kapalanga, na sequência do falecimento de um cidadão de 31 anos de idade por negligência médica, pode ser vista como um sinal do início do fim da impunidade em instituições públicas, particularmente do sector da saúde, onde os angolanos são submetidos a situações de extrema humilhação.

Está claro que se trata de um caso isolado, e pode apenas mais uma tentativa de show-off de governantes, no âmbito da nova dinâmica que a actual e ainda recente liderança do país pretende implementar, mas também pode ser que de facto as coisas comecem a mudar. Assim sendo, o nosso apelo ao governador de Luanda, Adriano Mendes de Carvalho – que orientou por despacho um inquérito aos envolvidos - , é que leve esse assunto até últimas circunstâncias e que não se esqueça de divulgar os resultados da investigação, para que a punição dos verdadeiros culpados sirvam de exemplo para os demais.

Entretanto, só uma dica, ao Governador de Luanda: queremos também que seja reforçada, ou criada, a fiscalização aos efectivos dos Serviços de Fiscalização de Luanda, cuja actuação está manchada de actos de violência e robalheira a quem nada tem senão forças para ganhar o seu pão de cada dia com dignidade.

 

6galeria

Artigos relacionados

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form