Sociedade
Educação

Desporto escolar revela-se uma mais-valia na formação dos jovens, considera quadro do Ministério da Educação

Desporto escolar revela-se uma mais-valia na formação dos jovens, considera quadro do Ministério da Educação
Foto por:
vídeo por:
DR

O secretário de Estado para o ensino pré-escolar e geral considerou, este sábado, em Saurimo (Lunda Sul), que o desporto escolar revela-se uma mais-valia na formação dos jovens, pois, para além de um espaço de competição, é um elemento fundamental na educação para cidadania.

Pacheco Francisco fez esta declaração quando falava na cerimónia de abertura da IX edição dos Jogos Nacionais Escolares, a decorrer naquela cidade, com a participação de 600 alunos de 14 das 18 províncias do país Ministério, anunciando assim a decisão do Ministério da Educação em inserir nas próximas edições destas competições os alunos com necessidades educativas especiais.

Trata-se de alunos com alguma deficiência física e com dificuldades de assimilação, cuja iniciativa visa contribuir para o combate do insucesso e o abandono escolar e promover a vida saudável, que contribua para a formação integral dos mesmos.

De acordo com o responsável, o MED tem o desporto escolar, enquanto actividade extra curricular, de complemento à educação física, como um instrumento que promove o gosto pela prática regular da actividade física, na promoção da saúde física e emocional, que contribui no desenvolvimento cultural de cada indivíduo.

Os jogos escolares visam desenvolver conhecimentos sobre a ética desportiva, com espírito de fair play, o intercâmbio sociocultural e desportivo entre os participantes o hábito de trabalho em grupo.

Por seu turno, o governador da Lunda Sul, Daniel Neto, enalteceu o Ministério da Educação por ter escolhido a província para albergar a referida prova, o que incentivará a prática do desporto na região e, deste modo, abrir as portas para a massificação desportiva que se pretende nesta parcela do território nacional.

Realçou, citado pela Angop, que provas do género exaltam a harmonia, a sã convivência, a partilha, compreensão, crença, entre outros valores no seio dos adolescentes.

Os 600 alunos que competirão nas modalidades de futebol, andebol, voleibol, basquetebol e atletismo, durante dez dias, representam as províncias do Bié, Bengo, Benguela, Cunene, Huambo, Cuando Cubango, Cuanza Sul, Luanda, Lunda Norte, Lunda Sul, Moxico, Malanje, Namibe, Uige.  

6galeria

Redacção

O secretário de Estado para o ensino pré-escolar e geral considerou, este sábado, em Saurimo (Lunda Sul), que o desporto escolar revela-se uma mais-valia na formação dos jovens, pois, para além de um espaço de competição, é um elemento fundamental na educação para cidadania.

Pacheco Francisco fez esta declaração quando falava na cerimónia de abertura da IX edição dos Jogos Nacionais Escolares, a decorrer naquela cidade, com a participação de 600 alunos de 14 das 18 províncias do país Ministério, anunciando assim a decisão do Ministério da Educação em inserir nas próximas edições destas competições os alunos com necessidades educativas especiais.

Trata-se de alunos com alguma deficiência física e com dificuldades de assimilação, cuja iniciativa visa contribuir para o combate do insucesso e o abandono escolar e promover a vida saudável, que contribua para a formação integral dos mesmos.

De acordo com o responsável, o MED tem o desporto escolar, enquanto actividade extra curricular, de complemento à educação física, como um instrumento que promove o gosto pela prática regular da actividade física, na promoção da saúde física e emocional, que contribui no desenvolvimento cultural de cada indivíduo.

Os jogos escolares visam desenvolver conhecimentos sobre a ética desportiva, com espírito de fair play, o intercâmbio sociocultural e desportivo entre os participantes o hábito de trabalho em grupo.

Por seu turno, o governador da Lunda Sul, Daniel Neto, enalteceu o Ministério da Educação por ter escolhido a província para albergar a referida prova, o que incentivará a prática do desporto na região e, deste modo, abrir as portas para a massificação desportiva que se pretende nesta parcela do território nacional.

Realçou, citado pela Angop, que provas do género exaltam a harmonia, a sã convivência, a partilha, compreensão, crença, entre outros valores no seio dos adolescentes.

Os 600 alunos que competirão nas modalidades de futebol, andebol, voleibol, basquetebol e atletismo, durante dez dias, representam as províncias do Bié, Bengo, Benguela, Cunene, Huambo, Cuando Cubango, Cuanza Sul, Luanda, Lunda Norte, Lunda Sul, Moxico, Malanje, Namibe, Uige.  

Redacção

Licenciado em Gestão e Administração pela Faculdade de Ciências Sociais da Universidade Agostinho Neto, Félix Abias é um jornalista angolano que explora temas ligados à política e economia local. Actualmente trabalha para o Grupo Média Rumo

6galeria

Artigos relacionados

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form