Sociedade
Educação

Desporto escolar revela-se uma mais-valia na formação dos jovens, considera quadro do Ministério da Educação

Desporto escolar revela-se uma mais-valia na formação dos jovens, considera quadro do Ministério da Educação
Foto por:
vídeo por:
DR

O secretário de Estado para o ensino pré-escolar e geral considerou, este sábado, em Saurimo (Lunda Sul), que o desporto escolar revela-se uma mais-valia na formação dos jovens, pois, para além de um espaço de competição, é um elemento fundamental na educação para cidadania.

Pacheco Francisco fez esta declaração quando falava na cerimónia de abertura da IX edição dos Jogos Nacionais Escolares, a decorrer naquela cidade, com a participação de 600 alunos de 14 das 18 províncias do país Ministério, anunciando assim a decisão do Ministério da Educação em inserir nas próximas edições destas competições os alunos com necessidades educativas especiais.

Trata-se de alunos com alguma deficiência física e com dificuldades de assimilação, cuja iniciativa visa contribuir para o combate do insucesso e o abandono escolar e promover a vida saudável, que contribua para a formação integral dos mesmos.

De acordo com o responsável, o MED tem o desporto escolar, enquanto actividade extra curricular, de complemento à educação física, como um instrumento que promove o gosto pela prática regular da actividade física, na promoção da saúde física e emocional, que contribui no desenvolvimento cultural de cada indivíduo.

Os jogos escolares visam desenvolver conhecimentos sobre a ética desportiva, com espírito de fair play, o intercâmbio sociocultural e desportivo entre os participantes o hábito de trabalho em grupo.

Por seu turno, o governador da Lunda Sul, Daniel Neto, enalteceu o Ministério da Educação por ter escolhido a província para albergar a referida prova, o que incentivará a prática do desporto na região e, deste modo, abrir as portas para a massificação desportiva que se pretende nesta parcela do território nacional.

Realçou, citado pela Angop, que provas do género exaltam a harmonia, a sã convivência, a partilha, compreensão, crença, entre outros valores no seio dos adolescentes.

Os 600 alunos que competirão nas modalidades de futebol, andebol, voleibol, basquetebol e atletismo, durante dez dias, representam as províncias do Bié, Bengo, Benguela, Cunene, Huambo, Cuando Cubango, Cuanza Sul, Luanda, Lunda Norte, Lunda Sul, Moxico, Malanje, Namibe, Uige.  

6galeria

Redacção

O secretário de Estado para o ensino pré-escolar e geral considerou, este sábado, em Saurimo (Lunda Sul), que o desporto escolar revela-se uma mais-valia na formação dos jovens, pois, para além de um espaço de competição, é um elemento fundamental na educação para cidadania.

Pacheco Francisco fez esta declaração quando falava na cerimónia de abertura da IX edição dos Jogos Nacionais Escolares, a decorrer naquela cidade, com a participação de 600 alunos de 14 das 18 províncias do país Ministério, anunciando assim a decisão do Ministério da Educação em inserir nas próximas edições destas competições os alunos com necessidades educativas especiais.

Trata-se de alunos com alguma deficiência física e com dificuldades de assimilação, cuja iniciativa visa contribuir para o combate do insucesso e o abandono escolar e promover a vida saudável, que contribua para a formação integral dos mesmos.

De acordo com o responsável, o MED tem o desporto escolar, enquanto actividade extra curricular, de complemento à educação física, como um instrumento que promove o gosto pela prática regular da actividade física, na promoção da saúde física e emocional, que contribui no desenvolvimento cultural de cada indivíduo.

Os jogos escolares visam desenvolver conhecimentos sobre a ética desportiva, com espírito de fair play, o intercâmbio sociocultural e desportivo entre os participantes o hábito de trabalho em grupo.

Por seu turno, o governador da Lunda Sul, Daniel Neto, enalteceu o Ministério da Educação por ter escolhido a província para albergar a referida prova, o que incentivará a prática do desporto na região e, deste modo, abrir as portas para a massificação desportiva que se pretende nesta parcela do território nacional.

Realçou, citado pela Angop, que provas do género exaltam a harmonia, a sã convivência, a partilha, compreensão, crença, entre outros valores no seio dos adolescentes.

Os 600 alunos que competirão nas modalidades de futebol, andebol, voleibol, basquetebol e atletismo, durante dez dias, representam as províncias do Bié, Bengo, Benguela, Cunene, Huambo, Cuando Cubango, Cuanza Sul, Luanda, Lunda Norte, Lunda Sul, Moxico, Malanje, Namibe, Uige.  

6galeria

Artigos relacionados

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form