Sociedade
Crime

Criança recém-nascida é encontrada morta no rio Candombe

Criança recém-nascida é encontrada morta no rio Candombe
Foto por:
vídeo por:
DR

Uma bebé recém-nascida foi ontem encontrada morta pela população, no leito do rio Candombe, na cidade do Uíge.

O cadáver, já removido e encaminhado para a morgue do hospital geral daquela província, supõe-se que terá sido abandonado pela mãe após o parto.

Os moradores da zona, chocados com o incidente, informaram, prontamente, as autoridades locais e os demais órgãos da Polícia Nacional para os devidos procedimentos.

Em reacção, o coordenador da zona 3 do Bairro Kilamba Kiaxi, Pedro Fernando, citado pela Angop, apelou aos jovens a primarem por uma conduta responsável em relação à paternidade, tendo lamentado o crime.

Durante a sua intervenção, a fonte garantiu reunir-se com as autoridades do bairro para a localização da mãe que abandonou a recém-nascida.

Por sua vez, o pastor da Igreja Exército de Salvação, Nsangu Rogério, que condenou o crime, aconselhou arrependimento, e ao mesmo tempo instou os jovens a absterem-se de acções do género. "A vida é uma dádiva de Deus e ninguém tem autonomia de tirá-la, porquanto o Estado, segundo a Constituição, defende e protege a vida humana", frisou.

O oficial do SIC em serviço no local, Adriano Fernando assegurou que o seu órgão vai trabalhar para encontrar os autores do crime para que sejam responsabilizados pelo infanticídio.

 

6galeria

Pedro Kididi

Jornalista

Uma bebé recém-nascida foi ontem encontrada morta pela população, no leito do rio Candombe, na cidade do Uíge.

O cadáver, já removido e encaminhado para a morgue do hospital geral daquela província, supõe-se que terá sido abandonado pela mãe após o parto.

Os moradores da zona, chocados com o incidente, informaram, prontamente, as autoridades locais e os demais órgãos da Polícia Nacional para os devidos procedimentos.

Em reacção, o coordenador da zona 3 do Bairro Kilamba Kiaxi, Pedro Fernando, citado pela Angop, apelou aos jovens a primarem por uma conduta responsável em relação à paternidade, tendo lamentado o crime.

Durante a sua intervenção, a fonte garantiu reunir-se com as autoridades do bairro para a localização da mãe que abandonou a recém-nascida.

Por sua vez, o pastor da Igreja Exército de Salvação, Nsangu Rogério, que condenou o crime, aconselhou arrependimento, e ao mesmo tempo instou os jovens a absterem-se de acções do género. "A vida é uma dádiva de Deus e ninguém tem autonomia de tirá-la, porquanto o Estado, segundo a Constituição, defende e protege a vida humana", frisou.

O oficial do SIC em serviço no local, Adriano Fernando assegurou que o seu órgão vai trabalhar para encontrar os autores do crime para que sejam responsabilizados pelo infanticídio.

 

6galeria

Artigos relacionados

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form