Actualidade
Serviços

Compras de Tax Free tornam-se mais fáceis para turistas em Portugal

Compras de Tax Free tornam-se mais fáceis para turistas em Portugal
Foto por:
vídeo por:
DR

A Global Blue, empresa líder mundial na gestão de operações Tax Free (reembolso de IVA a turistas) garante maior facilidade de compra do Tax Free, a partir deste mês, para os turistas angolanos que o fizerem nas lojas aderentes à rede Global Blue, em Portugal.

Designado por eTaxFree, trata-se de um processo integralmente digital em que os dados transaccionais de cada compra são comunicados online e em tempo real à Autoridade Tributária, directamente nos pontos de venda, sendo que é obrigatória a apresentação do passaporte no momento da compra para os turistas poderem usufruir do reembolso.

Para Renato Leite, Director de Gestão da Global Blue em Portugal, “este novo sistema apresenta uma grande vantagem para os turistas, uma vez que vão poder fazer a validação instantânea do reembolso do IVA nos diversos quiosques electrónicos que estarão disponíveis nos postos fronteiriços do país, nomeadamente nos aeroportos”.

“Bastará, depois, passarem no Balcão da Global Blue para terem o reembolso efectivado”, disse, citado no comunicado enviado ao ONgoma News, tendo referido que com este novo sistema, os turistas angolanos vão poder evitar as filas de espera no balcão da Autoridade Tributária no aeroporto e obter o reembolso do imposto de forma mais confortável e rápida no balcão da empresa, sendo então que, para isso, “basta se deslocarem aos quiosques instalados nos postos fronteiriços, colocarem o seu passaporte e cartão de embarque no scan do quiosque e avançar ao sinal verde.

Com esta inovação, a Autoridade Tributária vai reduzir o tempo necessário para processar outros pedidos que, por razões de controlo de fraude ou inspecção alfandegária, não poderão ser tratados automaticamente nos quiosques electrónicos. Nestes casos, o quiosque apresentará ao turista um sinal vermelho e a indicação de que deve dirigir-se ao balcão da Alfândega.

Além disso, a solução de eTaxFree, adoptada em Portugal, torna o processo de validação de reembolso mais seguro e permite à Alfândega detectar precocemente quaisquer padrões suspeitos de actividade fraudulenta, explica ainda o responsável, que acrescenta que “este novo sistema de validação do reembolso do IVA vai contribuir decisivamente para que os turistas angolanos levem de Portugal uma experiência global ainda mais positiva”.

 

Turismo de compras ganha cada vez mais importância em Portugal

Considerado pela Organização Mundial do Turismo como o segmento com maior potencial de crescimento, o Turismo de Compras está a ganhar cada vez mais importância para a economia portuguesa. A prová-lo estão os dados do Turismo de Portugal que revela que só 12% dos turistas que visitam o país são provenientes de países externos à União Europeia. Mas estes representam já 21% do total das receitas turísticas.

No que diz respeito ao Turismo de Compras e de acordo com dados da Global Blue referentes ao ano de 2017, os turistas angolanos lideram o ranking das 5 nacionalidades que mais compram em Portugal. Os turistas brasileiros são a segunda nacionalidade que mais compra, seguida pelos turistas chineses, americanos e moçambicanos.

Mas são os turistas chineses, em terceiro lugar do ranking, que lideram o valor da compra média, com 788 USD por compra. Já os americanos gastam, em média, 621 USD por compra. Por sua vez, os turistas angolanos gastam em média 309 USD e os turistas brasileiros 276 USD. Os turistas moçambicanos fecham o Top Five com um valor de compra média de 242 USD.

 

6galeria

Andrade Lino

Jornalista

Estudante de Língua Portuguesa e Comunicação, amante de artes visuais, música e poesia.

A Global Blue, empresa líder mundial na gestão de operações Tax Free (reembolso de IVA a turistas) garante maior facilidade de compra do Tax Free, a partir deste mês, para os turistas angolanos que o fizerem nas lojas aderentes à rede Global Blue, em Portugal.

Designado por eTaxFree, trata-se de um processo integralmente digital em que os dados transaccionais de cada compra são comunicados online e em tempo real à Autoridade Tributária, directamente nos pontos de venda, sendo que é obrigatória a apresentação do passaporte no momento da compra para os turistas poderem usufruir do reembolso.

Para Renato Leite, Director de Gestão da Global Blue em Portugal, “este novo sistema apresenta uma grande vantagem para os turistas, uma vez que vão poder fazer a validação instantânea do reembolso do IVA nos diversos quiosques electrónicos que estarão disponíveis nos postos fronteiriços do país, nomeadamente nos aeroportos”.

“Bastará, depois, passarem no Balcão da Global Blue para terem o reembolso efectivado”, disse, citado no comunicado enviado ao ONgoma News, tendo referido que com este novo sistema, os turistas angolanos vão poder evitar as filas de espera no balcão da Autoridade Tributária no aeroporto e obter o reembolso do imposto de forma mais confortável e rápida no balcão da empresa, sendo então que, para isso, “basta se deslocarem aos quiosques instalados nos postos fronteiriços, colocarem o seu passaporte e cartão de embarque no scan do quiosque e avançar ao sinal verde.

Com esta inovação, a Autoridade Tributária vai reduzir o tempo necessário para processar outros pedidos que, por razões de controlo de fraude ou inspecção alfandegária, não poderão ser tratados automaticamente nos quiosques electrónicos. Nestes casos, o quiosque apresentará ao turista um sinal vermelho e a indicação de que deve dirigir-se ao balcão da Alfândega.

Além disso, a solução de eTaxFree, adoptada em Portugal, torna o processo de validação de reembolso mais seguro e permite à Alfândega detectar precocemente quaisquer padrões suspeitos de actividade fraudulenta, explica ainda o responsável, que acrescenta que “este novo sistema de validação do reembolso do IVA vai contribuir decisivamente para que os turistas angolanos levem de Portugal uma experiência global ainda mais positiva”.

 

Turismo de compras ganha cada vez mais importância em Portugal

Considerado pela Organização Mundial do Turismo como o segmento com maior potencial de crescimento, o Turismo de Compras está a ganhar cada vez mais importância para a economia portuguesa. A prová-lo estão os dados do Turismo de Portugal que revela que só 12% dos turistas que visitam o país são provenientes de países externos à União Europeia. Mas estes representam já 21% do total das receitas turísticas.

No que diz respeito ao Turismo de Compras e de acordo com dados da Global Blue referentes ao ano de 2017, os turistas angolanos lideram o ranking das 5 nacionalidades que mais compram em Portugal. Os turistas brasileiros são a segunda nacionalidade que mais compra, seguida pelos turistas chineses, americanos e moçambicanos.

Mas são os turistas chineses, em terceiro lugar do ranking, que lideram o valor da compra média, com 788 USD por compra. Já os americanos gastam, em média, 621 USD por compra. Por sua vez, os turistas angolanos gastam em média 309 USD e os turistas brasileiros 276 USD. Os turistas moçambicanos fecham o Top Five com um valor de compra média de 242 USD.

 

6galeria

Artigos relacionados

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form