ON/OFF
Responsabilidade Social

Clínica priva “Anjos da Guarda” socorre vítimas de acidente rodoviário

Clínica priva “Anjos da Guarda” socorre vítimas de acidente rodoviário
Foto por:
vídeo por:
DR

A sinistralidade rodoviária continua a ser uma das principais causas de morte em Angola. E muitas vezes, quando não há vítimas mortais, os sinistrados acabam incapacitados de exercer várias tarefas, o que resulta numa perda da já reduzida mão-de-obra nacional, daí que faz sentido que a Polícia continue a investir nas operaçõs que visam melhorar a condução nas estradas do país, tornando-a mais prudente, ao mesmo tempo que as administrações locais e ENEA – Empresa Nacional de Estradas de Angola - devem investir na melhoria física e na iluminação das vias, porque estes factores ainda são das principais causas dos acidentes que registam.

Entretanto, é com satisfação que tomámos conhecimento que, em caso de acidentes, concretamente na Avenida Comandante Fidel Castro (Via Expresso) muitas vítimas são socorridas a tempo por profissionais da  Clínica Anjos da Guarda.

Segundo o porta-voz do Comando Provincial da Polícia Nacional, Mateus Rodrigues, 78 vítimas de 84 acidentes de viação na Avenida Comandante Fidel Castro foram socorridas nos primeiros seis meses deste ano pela Clínica Anjos da Guarda, o que o oficial considera ser “um grande trabalho de humanização” e “de amor ao próximo”. E de facto é uma acção que merece ser destacada e replicada por outras instituições privadas de saúde, pois a vida humana está em primeiro lugar e só depois vem o dinheiro.

6galeria

Redacção

A sinistralidade rodoviária continua a ser uma das principais causas de morte em Angola. E muitas vezes, quando não há vítimas mortais, os sinistrados acabam incapacitados de exercer várias tarefas, o que resulta numa perda da já reduzida mão-de-obra nacional, daí que faz sentido que a Polícia continue a investir nas operaçõs que visam melhorar a condução nas estradas do país, tornando-a mais prudente, ao mesmo tempo que as administrações locais e ENEA – Empresa Nacional de Estradas de Angola - devem investir na melhoria física e na iluminação das vias, porque estes factores ainda são das principais causas dos acidentes que registam.

Entretanto, é com satisfação que tomámos conhecimento que, em caso de acidentes, concretamente na Avenida Comandante Fidel Castro (Via Expresso) muitas vítimas são socorridas a tempo por profissionais da  Clínica Anjos da Guarda.

Segundo o porta-voz do Comando Provincial da Polícia Nacional, Mateus Rodrigues, 78 vítimas de 84 acidentes de viação na Avenida Comandante Fidel Castro foram socorridas nos primeiros seis meses deste ano pela Clínica Anjos da Guarda, o que o oficial considera ser “um grande trabalho de humanização” e “de amor ao próximo”. E de facto é uma acção que merece ser destacada e replicada por outras instituições privadas de saúde, pois a vida humana está em primeiro lugar e só depois vem o dinheiro.

6galeria

Artigos relacionados

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form