Showbiz
Gastronomia

Chefs disputam "Delta Gourmet Experience" para potenciar os serviços de restauração em Angola

Chefs disputam "Delta Gourmet Experience" para potenciar os serviços de restauração em Angola
Foto por:
vídeo por:
Andrade Lino

Nos dias 2, 9, 16 e 23 deste mês, em parceria com o portal Luanda Nightlife, a Angonabeiro, líder do mercado de cafés torrados em Angola, realiza a primeira edição do concurso de gastronomia “Delta Gourmet Experience” que visa promover jantares gourmet, a fim de experimentar os menus únicos, criados pelos melhores chefs de cozinha de Angola, todos inspirados num ingrediente comum: o café.

Segundo o director-geral da Angonabeiro, Pedro Ribeiro, que falava por ocasião da apresentação do concurso, decorrida na Escola de Hotelaria e Turismo, Talatona, não se trata de um evento totalmente inovador, pois acontece no exterior, por outras marcas, mas que no fundo servem de inspiração para criar em Angola coisas diferente, e considera o timing certo para o efeito

Pedro Ribeiro, director-geral da Angonabeiro

“Queremos apoiar a restauração, queremos apoiar os chefes de cozinha, que em Angola é uma classe emergente, porque há uma possibilidade de emprego nessa altura de crise, e queremos também potenciar o consumo de café, com utilizações diversificadas, para além do café da manhã ou o café expresso, que é mais usual”, declarou, em entrevista ao ONgoma News, tendo explicado que “nós, angolanos, apesar de termos sido um dos maiores produtores de café, a nível do consumo, enquanto bebida, temos um índice muito baixo. E a ideia é também desmistificar um pouco o consumo do café”.

Citando as razões que levaram a empresa à realização desse evento, afirmou que existe o estigma de que o café faz mal à saúde, faz mal ao coração, e a verdade é que o café consumido de forma exagerada faz mal, mas de forma moderada é um ingrediente e uma estimulante intelectual e físico.

Em algumas situações, referiu, tem benefícios estéticos, como por exemplo na prevenção da celulite, no caso das mulheres, e em tantos outros aspectos para os quais o consumidor não está alertado, e esta é uma actividade que a Angonabeiro promove, para uma experiência sensorial, de degustação e promoção da restauração, à base do café.

Clareou ainda que para além da intervenção directa que tenta ter na questão do cultivo do café e na dinamização das exportações, obviamente existe todo um potencial de criação de trabalho e formação a nível da gastronomia, que é algo que até agora dependia um pouco da mão-de-obra estrangeira, e obviamente o país só avança se a formação tiver qualidade, e se, “à medida que tivermos possibilidade, formos dispensando o know-how estrangeiro e apostando no nacional”.

O responsável relevou que a não se pretendeu fazer o evento, numa primeira edição, demasiado grande. “Queremos fazer algo controlado, para que o sucesso seja garantido. Existe uma série de restaurantes que são referência em Luanda, nalguns os critérios prendem-se a nível de parceria por serem bons clientes, com outros há a questão da própria disponibilidade e é todo um conciliar de interesses.

Em relação à parceria que a distribuidora exclusiva dos produtos do Grupo Nabeiro tem com o portal Luanda Nightlife, Pedro Ribeiro entende que trabalhando com parceiros sempre se chega mais longe, e nesse caso vai-se mais rápido.

“Os parceiros que ajudam na promoção, quer da restauração, quer da gastronomia, são para nós essenciais para que nas situações onde temos investimento de marketing tenham sempre sucesso. Para além disso, demos sempre privilégios a investimentos e promoção de eventos que possam sempre envolver os nossos clientes. Nesse caso, são quatro restaurantes de referência da cidade de Luanda, quatro dos nossos principais clientes, e obviamente temos que fazer com o negócio dos mesmos floresça.

A ser assim, o primeiro jantar do Delta Gourmet Experience será no amanhã, no Restaurante KOOK Angola, liderado pelo chef Pedro Rezende Pereira. No dia 9, o jantar será no La Piazza del Forno by HCTA Angola, a cargo do chef Manuel Escovalo. Posteriormente, isso na noite de 16 de Março, os caminhos darão ao Café Del Mar, orientado pelo chef Octávio Neto e, por último, no dia 23, o jantar será na Champagneria by Chill Out, do Chef Hudson Vieira.

Para o chef Manuel Escovalo, a expectativa é grande, e “sendo que se trata de um concurso, cada um quer dar o seu melhor para realçar a empresa que promove a iniciativa”.

Manuel Escovalo, chef

“Nosso objectivo é fazer melhor para que possamos ganhar o título. Trouxemos uma entrada, que é um prato frio, uma trouxinha de queijo de cabra. A experiência é salutar, já trabalhei em vários pratos com café, então trouxemos apenas uma textura diferente, onde o café é colocado num caramelo que se liga muito bem aos outros ingredientes dentro do prato”, explicou.

Pedro Pereira, chef

Pedro Pereira, chef do restaurant Kook, revela que a sensação é igual a todas as outras. “Estamos contentes por termos sido um dos escolhidos para participar, queremos servir bem o cliente como fazemos sempre. Neste especial, mostramos o que podemos fazer em termos de confecção com o café, o nosso menu terá quatro pratos, no segmento de uma entrada, um prato de carne, um prato de peixe e uma sobremesa”, informou.

Já para Octávio Neto, do Café Del Mar, é sempre agradável estar nessas iniciativas, e acredita que estar entre os chefs seleccionados por causa do seu trabalho, pois trabalha bastante e luta pela transformação da gastronomia angolana.

Octávio Neto, chef

Diz ainda que se não ganhar, espera pelo menos que as pessoas percebam a sua mensagem nos sabores e na criatividade. “A minha entrada é uma salada de caranguejo, com gelatina de café e fruta, um prato muito fresco e agradável para o clima que temos cá em Angola. Segue-se uma corvina a vapor, um peixe rico em proteínas, e uso o esparguete jimboa. Adiante, um naco de pato, com legumes, puré de limão, e finalizo com a sobremesa, que é a interpretação de um chocolate de época natalícia, que quis trazer para o evento, mas já africanizado, envolvendo jinguba e outros ingredientes que nos caracterizam”, revelou.

De acordo com a organização, os prémios serão associados aos chefs e ao espaço.

 

 

 

6galeria

Andrade Lino

Jornalista

Estudante de Língua Portuguesa e Comunicação, amante de artes visuais, música e poesia.

Nos dias 2, 9, 16 e 23 deste mês, em parceria com o portal Luanda Nightlife, a Angonabeiro, líder do mercado de cafés torrados em Angola, realiza a primeira edição do concurso de gastronomia “Delta Gourmet Experience” que visa promover jantares gourmet, a fim de experimentar os menus únicos, criados pelos melhores chefs de cozinha de Angola, todos inspirados num ingrediente comum: o café.

Segundo o director-geral da Angonabeiro, Pedro Ribeiro, que falava por ocasião da apresentação do concurso, decorrida na Escola de Hotelaria e Turismo, Talatona, não se trata de um evento totalmente inovador, pois acontece no exterior, por outras marcas, mas que no fundo servem de inspiração para criar em Angola coisas diferente, e considera o timing certo para o efeito

Pedro Ribeiro, director-geral da Angonabeiro

“Queremos apoiar a restauração, queremos apoiar os chefes de cozinha, que em Angola é uma classe emergente, porque há uma possibilidade de emprego nessa altura de crise, e queremos também potenciar o consumo de café, com utilizações diversificadas, para além do café da manhã ou o café expresso, que é mais usual”, declarou, em entrevista ao ONgoma News, tendo explicado que “nós, angolanos, apesar de termos sido um dos maiores produtores de café, a nível do consumo, enquanto bebida, temos um índice muito baixo. E a ideia é também desmistificar um pouco o consumo do café”.

Citando as razões que levaram a empresa à realização desse evento, afirmou que existe o estigma de que o café faz mal à saúde, faz mal ao coração, e a verdade é que o café consumido de forma exagerada faz mal, mas de forma moderada é um ingrediente e uma estimulante intelectual e físico.

Em algumas situações, referiu, tem benefícios estéticos, como por exemplo na prevenção da celulite, no caso das mulheres, e em tantos outros aspectos para os quais o consumidor não está alertado, e esta é uma actividade que a Angonabeiro promove, para uma experiência sensorial, de degustação e promoção da restauração, à base do café.

Clareou ainda que para além da intervenção directa que tenta ter na questão do cultivo do café e na dinamização das exportações, obviamente existe todo um potencial de criação de trabalho e formação a nível da gastronomia, que é algo que até agora dependia um pouco da mão-de-obra estrangeira, e obviamente o país só avança se a formação tiver qualidade, e se, “à medida que tivermos possibilidade, formos dispensando o know-how estrangeiro e apostando no nacional”.

O responsável relevou que a não se pretendeu fazer o evento, numa primeira edição, demasiado grande. “Queremos fazer algo controlado, para que o sucesso seja garantido. Existe uma série de restaurantes que são referência em Luanda, nalguns os critérios prendem-se a nível de parceria por serem bons clientes, com outros há a questão da própria disponibilidade e é todo um conciliar de interesses.

Em relação à parceria que a distribuidora exclusiva dos produtos do Grupo Nabeiro tem com o portal Luanda Nightlife, Pedro Ribeiro entende que trabalhando com parceiros sempre se chega mais longe, e nesse caso vai-se mais rápido.

“Os parceiros que ajudam na promoção, quer da restauração, quer da gastronomia, são para nós essenciais para que nas situações onde temos investimento de marketing tenham sempre sucesso. Para além disso, demos sempre privilégios a investimentos e promoção de eventos que possam sempre envolver os nossos clientes. Nesse caso, são quatro restaurantes de referência da cidade de Luanda, quatro dos nossos principais clientes, e obviamente temos que fazer com o negócio dos mesmos floresça.

A ser assim, o primeiro jantar do Delta Gourmet Experience será no amanhã, no Restaurante KOOK Angola, liderado pelo chef Pedro Rezende Pereira. No dia 9, o jantar será no La Piazza del Forno by HCTA Angola, a cargo do chef Manuel Escovalo. Posteriormente, isso na noite de 16 de Março, os caminhos darão ao Café Del Mar, orientado pelo chef Octávio Neto e, por último, no dia 23, o jantar será na Champagneria by Chill Out, do Chef Hudson Vieira.

Para o chef Manuel Escovalo, a expectativa é grande, e “sendo que se trata de um concurso, cada um quer dar o seu melhor para realçar a empresa que promove a iniciativa”.

Manuel Escovalo, chef

“Nosso objectivo é fazer melhor para que possamos ganhar o título. Trouxemos uma entrada, que é um prato frio, uma trouxinha de queijo de cabra. A experiência é salutar, já trabalhei em vários pratos com café, então trouxemos apenas uma textura diferente, onde o café é colocado num caramelo que se liga muito bem aos outros ingredientes dentro do prato”, explicou.

Pedro Pereira, chef

Pedro Pereira, chef do restaurant Kook, revela que a sensação é igual a todas as outras. “Estamos contentes por termos sido um dos escolhidos para participar, queremos servir bem o cliente como fazemos sempre. Neste especial, mostramos o que podemos fazer em termos de confecção com o café, o nosso menu terá quatro pratos, no segmento de uma entrada, um prato de carne, um prato de peixe e uma sobremesa”, informou.

Já para Octávio Neto, do Café Del Mar, é sempre agradável estar nessas iniciativas, e acredita que estar entre os chefs seleccionados por causa do seu trabalho, pois trabalha bastante e luta pela transformação da gastronomia angolana.

Octávio Neto, chef

Diz ainda que se não ganhar, espera pelo menos que as pessoas percebam a sua mensagem nos sabores e na criatividade. “A minha entrada é uma salada de caranguejo, com gelatina de café e fruta, um prato muito fresco e agradável para o clima que temos cá em Angola. Segue-se uma corvina a vapor, um peixe rico em proteínas, e uso o esparguete jimboa. Adiante, um naco de pato, com legumes, puré de limão, e finalizo com a sobremesa, que é a interpretação de um chocolate de época natalícia, que quis trazer para o evento, mas já africanizado, envolvendo jinguba e outros ingredientes que nos caracterizam”, revelou.

De acordo com a organização, os prémios serão associados aos chefs e ao espaço.

 

 

 

6galeria

Artigos relacionados

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form