Actualidade
Política

Carolina Cerqueira requer coesão e espírito de equipa

Carolina Cerqueira requer coesão e espírito de equipa
Foto por:
vídeo por:
DR

A ministra de Estado para a Área Social, Carolina Cerqueira, destacou ontem, em Luanda, a necessidade da conjugação de esforços, coesão e espírito de equipa para a concretização das acções do Ministério da Cultura, Turismo e Ambiente.

A governante, que falava por ocasião da cerimónia de passagem de pastas e apresentação da ministra Adjany Costa, frisou que a coesão, a inclusão, a multiplicidade da ideias e a visão inovadora devem ser as divisas da equipa de trabalho do Ministério da Cultura, Turismo e Ambiente, tendo em conta o novo paradigma nacional.

A cultura e o turismo, adiantou, são sectores que têm condições para proporcionar a geração de empregos e recursos para alavancar a economia angolana, por isso deve haver uma conjugação de esforços e articulação de ideias para se proporcionar o desenvolvimento sustentável das artes, do turismo, tendo sempre em conta a protecção e preservação  do meio ambiente.

Potenciar o turismo interno, para se pensar no mercado internacional, é, segundo a ministra da Cultura, Turismo e Ambiente, Adjany Costa, uma das divisas para o seu mandato, sem descurar, no entanto, os recursos humanos e a preservação e promoção da identidade cultural angolana, apontando como primeiro desafio a integração dos três sectores que antes constituíam departamentos ministeriais autónomos.

A ministra adiantou que o espírito inovador, a protecção do ecossistema  e a integração da vertente cultural são valores que deverão fazer parte, doravante, do léxico do ministério.

Contudo, Adjany Costa frisou, de acordo com a Angop, que o desenvolvimento em simultâneo e equilibrado dos três sectores passa, necessariamente, pela criação de mecanismos que contribuam para a criação de uma industria cultural e turística rebusta.

6galeria

Redacção

A ministra de Estado para a Área Social, Carolina Cerqueira, destacou ontem, em Luanda, a necessidade da conjugação de esforços, coesão e espírito de equipa para a concretização das acções do Ministério da Cultura, Turismo e Ambiente.

A governante, que falava por ocasião da cerimónia de passagem de pastas e apresentação da ministra Adjany Costa, frisou que a coesão, a inclusão, a multiplicidade da ideias e a visão inovadora devem ser as divisas da equipa de trabalho do Ministério da Cultura, Turismo e Ambiente, tendo em conta o novo paradigma nacional.

A cultura e o turismo, adiantou, são sectores que têm condições para proporcionar a geração de empregos e recursos para alavancar a economia angolana, por isso deve haver uma conjugação de esforços e articulação de ideias para se proporcionar o desenvolvimento sustentável das artes, do turismo, tendo sempre em conta a protecção e preservação  do meio ambiente.

Potenciar o turismo interno, para se pensar no mercado internacional, é, segundo a ministra da Cultura, Turismo e Ambiente, Adjany Costa, uma das divisas para o seu mandato, sem descurar, no entanto, os recursos humanos e a preservação e promoção da identidade cultural angolana, apontando como primeiro desafio a integração dos três sectores que antes constituíam departamentos ministeriais autónomos.

A ministra adiantou que o espírito inovador, a protecção do ecossistema  e a integração da vertente cultural são valores que deverão fazer parte, doravante, do léxico do ministério.

Contudo, Adjany Costa frisou, de acordo com a Angop, que o desenvolvimento em simultâneo e equilibrado dos três sectores passa, necessariamente, pela criação de mecanismos que contribuam para a criação de uma industria cultural e turística rebusta.

6galeria

Artigos relacionados

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form