Ideias e Negócios
Formação

Camilo Lemos ministra treinamentos avançados de fala em público e assessoria de imprensa

Camilo Lemos ministra treinamentos avançados de fala em público e assessoria de imprensa
Foto por:
vídeo por:
DR

Com vista a habilitar os empreendedores, gestores e colaboradores de técnicas para uma excelente habilidade de comunicação em público, bem como abrir portas para que estudantes de comunicação criem o seu auto-emprego, o formador de oratória Camilo Lemos lançou dois grandes treinamentos avançados, sendo eles de  “Orador Público” e “Como Abrir e Gerir uma Agência de Assessoria de Imprensa e Relações Públicas Empresariais”, numa iniciativa da associação Reforma Angola.

As inscrições são feitas de forma presencial, na secretaria da Fundação Arte e Cultura, na Ilha de Luanda, onde as formações terão lugar, ou via WhatsApp (929045231) e email (reformaangola@gmail.com), e decorrem até o próximo dia 24 deste mês.

Propõe-se com os treinamentos, por um lado, ajudar as pessoas com fobia de falar diante de um público a dominarem as técnicas para a gestão do medo, gestão das objecções, bem como proferir diferentes tipos de discursos públicos até os de improviso, para fazer face àquelas situações em que a entidade é surpreendida a proferir algumas palavras sem ser antes informada.

Por outro lado, pretende-se com essa iniciativa potenciar os estudantes do curso de Comunicação Social e Jornalismo de experiências e habilidades, para que no final do treinamento consigam ganhar dinheiro.

“As primeiras aulas estão reservadas para constituição das agências de cada formando, ou seja, cada participante deverá já ter um nome da sua agência. Juntos vamos identificar o nicho de mercado em que cada um deles quiser actuar, e em seguida ensiná-los as técnicas para vender um serviço de Assessoria de Imprensa e Relações Públicas Empresariais, bem como a elaboração de propostas de trabalho, gestão de crise e não só”, explicou Camilo Lemos, citado na nota que recebemos.

De acordo com o também consultor de comunicação, as empresas e os seus gestores precisam perceber que é uma ameaça ter colaboradores que tenham dificuldades de falar em público, pois é através da comunicação que nos damos a conhecer. “Partindo do pressuposto que a comunicação que caracteriza e deve caracterizar o exercício das empresas é a persuasiva, é justo concluímos que dificilmente encontramos comunicação nas empresas e nos seus gestores”, precisou, tendo reparado, por outro lado, que há uma relação bastante íntima entre as relações públicas empresariais e a oratória.

Olhando para a fragilidade que as empresas, gestores e empreendedores apresentam nestas matérias, e valendo-se da sua autoridade em estratégia de comunicação em público e empresarial, o formadou decidiu então participar do processo da busca das respectivas soluções, lançando estes dois grandes treinamentos.

“Tem sido habitual os estudantes de comunicação sonharem com uma vida numa redacção, quando, na verdade, a área de Comunicação dá-nos outras saídas com melhor garantia em termos de empregabilidade e remuneração”, acentuou Camilo Lemos.

Destaque

No items found.

6galeria

Redacção

Com vista a habilitar os empreendedores, gestores e colaboradores de técnicas para uma excelente habilidade de comunicação em público, bem como abrir portas para que estudantes de comunicação criem o seu auto-emprego, o formador de oratória Camilo Lemos lançou dois grandes treinamentos avançados, sendo eles de  “Orador Público” e “Como Abrir e Gerir uma Agência de Assessoria de Imprensa e Relações Públicas Empresariais”, numa iniciativa da associação Reforma Angola.

As inscrições são feitas de forma presencial, na secretaria da Fundação Arte e Cultura, na Ilha de Luanda, onde as formações terão lugar, ou via WhatsApp (929045231) e email (reformaangola@gmail.com), e decorrem até o próximo dia 24 deste mês.

Propõe-se com os treinamentos, por um lado, ajudar as pessoas com fobia de falar diante de um público a dominarem as técnicas para a gestão do medo, gestão das objecções, bem como proferir diferentes tipos de discursos públicos até os de improviso, para fazer face àquelas situações em que a entidade é surpreendida a proferir algumas palavras sem ser antes informada.

Por outro lado, pretende-se com essa iniciativa potenciar os estudantes do curso de Comunicação Social e Jornalismo de experiências e habilidades, para que no final do treinamento consigam ganhar dinheiro.

“As primeiras aulas estão reservadas para constituição das agências de cada formando, ou seja, cada participante deverá já ter um nome da sua agência. Juntos vamos identificar o nicho de mercado em que cada um deles quiser actuar, e em seguida ensiná-los as técnicas para vender um serviço de Assessoria de Imprensa e Relações Públicas Empresariais, bem como a elaboração de propostas de trabalho, gestão de crise e não só”, explicou Camilo Lemos, citado na nota que recebemos.

De acordo com o também consultor de comunicação, as empresas e os seus gestores precisam perceber que é uma ameaça ter colaboradores que tenham dificuldades de falar em público, pois é através da comunicação que nos damos a conhecer. “Partindo do pressuposto que a comunicação que caracteriza e deve caracterizar o exercício das empresas é a persuasiva, é justo concluímos que dificilmente encontramos comunicação nas empresas e nos seus gestores”, precisou, tendo reparado, por outro lado, que há uma relação bastante íntima entre as relações públicas empresariais e a oratória.

Olhando para a fragilidade que as empresas, gestores e empreendedores apresentam nestas matérias, e valendo-se da sua autoridade em estratégia de comunicação em público e empresarial, o formadou decidiu então participar do processo da busca das respectivas soluções, lançando estes dois grandes treinamentos.

“Tem sido habitual os estudantes de comunicação sonharem com uma vida numa redacção, quando, na verdade, a área de Comunicação dá-nos outras saídas com melhor garantia em termos de empregabilidade e remuneração”, acentuou Camilo Lemos.

6galeria

Artigos relacionados

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form