Internacional

Ataque a restaurante faz pelo menos 18 mortos em Burkina Faso

Ataque a restaurante faz pelo menos 18 mortos em Burkina Faso
Foto por:
vídeo por:
DR

Pelo menos 18 mortos e cerca de dez pessoas ficaram feridas, é este o balanço de um ataque em um restaurante turco na capital de Burkina Faso, Ouagadougou, atentado por criminosos suspeitos de integrarem as fileiras do jihadismo africano, informou o Governo nesta segunda-feira.

Dois assaltantes, que após o tiroteio inicial se refugiaram num anexo do edifício onde está o restaurante Izi Istambul, foram abatidos pelas forças de segurança após mais quatro horas em um contra-ataque. O número total de envolvidos no ataque não foi determinado até o momento.

Entre as 18 pessoas haviam sido mortas tanto Burkinabês quanto estrangeiros, estando confirmadas as mortes de um cidadão turco e outro francês.

O restaurante atacado é um dos locais preferidos pelos estrangeiros que vivem na capital do Burkina Faso ou que estão de passagem pelo país.

Este ataque é um dos mais graves ocorridos na capital burquinense, tendo o último, reclamado pela Al Qaeda do Magreb, ocorrido em Janeiro de 2016, também num restaurante de Ouagadougou, onde pereceram 30 pessoas. No resto do país, especialmente na fronteira com o Mali, os ataques de grupos jihadistas têm-se repetido.

De acordo com testemunhas do ataque ouvidas pela imprensa local, inicialmente tudo indicava tratar-se de um assalto e só quando os clientes começaram a ser abatidos a tiro é que ficou claro que estavam perante um ataque terrorista e deliberadamente mortífero.

Destaque

No items found.

6galeria

Redacção

Pelo menos 18 mortos e cerca de dez pessoas ficaram feridas, é este o balanço de um ataque em um restaurante turco na capital de Burkina Faso, Ouagadougou, atentado por criminosos suspeitos de integrarem as fileiras do jihadismo africano, informou o Governo nesta segunda-feira.

Dois assaltantes, que após o tiroteio inicial se refugiaram num anexo do edifício onde está o restaurante Izi Istambul, foram abatidos pelas forças de segurança após mais quatro horas em um contra-ataque. O número total de envolvidos no ataque não foi determinado até o momento.

Entre as 18 pessoas haviam sido mortas tanto Burkinabês quanto estrangeiros, estando confirmadas as mortes de um cidadão turco e outro francês.

O restaurante atacado é um dos locais preferidos pelos estrangeiros que vivem na capital do Burkina Faso ou que estão de passagem pelo país.

Este ataque é um dos mais graves ocorridos na capital burquinense, tendo o último, reclamado pela Al Qaeda do Magreb, ocorrido em Janeiro de 2016, também num restaurante de Ouagadougou, onde pereceram 30 pessoas. No resto do país, especialmente na fronteira com o Mali, os ataques de grupos jihadistas têm-se repetido.

De acordo com testemunhas do ataque ouvidas pela imprensa local, inicialmente tudo indicava tratar-se de um assalto e só quando os clientes começaram a ser abatidos a tiro é que ficou claro que estavam perante um ataque terrorista e deliberadamente mortífero.

6galeria

Artigos relacionados

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form