Arte e Cultura
Homenagem

Artista Alberto Moma ganha homenagem pela sua história de superação

Artista Alberto Moma ganha homenagem pela sua história de superação
Foto por:
vídeo por:
Cedidas

O artista plástico angolano Alberto Moma, cuja história de superação é bastante tocante, vai ser homenageado no próximo dia 20 deste mês, a partir das 17 horas, no Hotel 3J, no âmbito do projecto cultural Noites Amenas - Vozes dos Heróis Anónimos, da Associação dos Jovens Amigos da Literatura (AJAL).

De acordo com a porta-voz da Associação, Teresa Cassoma, para esta edição, a organização traz uma história que vai comover as pessoas. Um jovem, que apesar de andar na cadeira de rodas com os membros imobilizados, é artista plástico e prepara-se para a sua primeira exposição individual.

“Alberto Moma nasce em 1992, com seis quilogramas e cheio de saúde, que aos três anos já ajudava o pai, conduzindo carro de mão. Ainda com os três anos de idade, foi afectado por uma doença que lhe paralisaram os membros superiores e inferiores, onde só era possível mover a cabeça. A esperança dos pais apontavam para uma melhoria do filho, mas, infelizmente, Moma vive até hoje numa cadeira de rodas. Apesar das dificuldades e limitações, Moma entrou na escola. Estudou até a 10ª classe e hoje é um artista plástico”, conta Teresa Cassoma, para quem a história é heróica e própria para lacrimejar.

Segundo a responsável, citada no comunicado que recebemos, o homenageado vai partilhar a sua história, dando oportunidade às pessoas que acorrerem ao evento de reflectirem profundamente sobre a vida e decidirem entre dois caminhos: lutar pela vida ou fracassar.

O artista vai pintar um quadro diante dos presentes. A entrada para o evento é gratuita, mas as pessoas podem fazer as suas ofertas ao homenageado, que encontra dificuldades para conseguir matérias-primas, necessárias para o acabamento da sua exposição individual.

“Este é justamente o objectivo do projecto. Enaltecer, de um lado, o grande exemplo desses heróis que muitas vezes passam-se por despercebidos e, por outro lado, ajudar os jovens, famílias e não só, a mudar de vida, através de outros exemplos de vida”, esclareceu a porta-voz.

O projecto conta com a parceria do Hotel 3J e vai já na sua segunda edição, depois de homenagear na primeira, no dia 16 de Janeiro, Elevino Bonga, um pai de oito filhos que chegou a construir seis casas zungando rebuçados nos autocarros.

6galeria

Andrade Lino

Jornalista

Estudante de Língua Portuguesa e Comunicação, amante de artes visuais, música e poesia.

O artista plástico angolano Alberto Moma, cuja história de superação é bastante tocante, vai ser homenageado no próximo dia 20 deste mês, a partir das 17 horas, no Hotel 3J, no âmbito do projecto cultural Noites Amenas - Vozes dos Heróis Anónimos, da Associação dos Jovens Amigos da Literatura (AJAL).

De acordo com a porta-voz da Associação, Teresa Cassoma, para esta edição, a organização traz uma história que vai comover as pessoas. Um jovem, que apesar de andar na cadeira de rodas com os membros imobilizados, é artista plástico e prepara-se para a sua primeira exposição individual.

“Alberto Moma nasce em 1992, com seis quilogramas e cheio de saúde, que aos três anos já ajudava o pai, conduzindo carro de mão. Ainda com os três anos de idade, foi afectado por uma doença que lhe paralisaram os membros superiores e inferiores, onde só era possível mover a cabeça. A esperança dos pais apontavam para uma melhoria do filho, mas, infelizmente, Moma vive até hoje numa cadeira de rodas. Apesar das dificuldades e limitações, Moma entrou na escola. Estudou até a 10ª classe e hoje é um artista plástico”, conta Teresa Cassoma, para quem a história é heróica e própria para lacrimejar.

Segundo a responsável, citada no comunicado que recebemos, o homenageado vai partilhar a sua história, dando oportunidade às pessoas que acorrerem ao evento de reflectirem profundamente sobre a vida e decidirem entre dois caminhos: lutar pela vida ou fracassar.

O artista vai pintar um quadro diante dos presentes. A entrada para o evento é gratuita, mas as pessoas podem fazer as suas ofertas ao homenageado, que encontra dificuldades para conseguir matérias-primas, necessárias para o acabamento da sua exposição individual.

“Este é justamente o objectivo do projecto. Enaltecer, de um lado, o grande exemplo desses heróis que muitas vezes passam-se por despercebidos e, por outro lado, ajudar os jovens, famílias e não só, a mudar de vida, através de outros exemplos de vida”, esclareceu a porta-voz.

O projecto conta com a parceria do Hotel 3J e vai já na sua segunda edição, depois de homenagear na primeira, no dia 16 de Janeiro, Elevino Bonga, um pai de oito filhos que chegou a construir seis casas zungando rebuçados nos autocarros.

6galeria

Artigos relacionados

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form