Ciência & Tecnologia
Serviços

Angonix atinge recorde de 26GB de tráfego

Angonix atinge recorde de 26GB de tráfego
Foto por:
vídeo por:
DR

A maior plataforma de troca de tráfego de internet do país, o Angonix, atingiu na quarta-feira última, dia 13, um novo recorde ao processar 26 gigabytes de tráfego, pico que representa um crescimento de 85% do consumo interno de internet, comparados aos 14GB verificados em 2019.

O marco na plataforma sediada em Luanda, que hospeda gigantes tecnológicos como Facebook, Microsoft e G-Core Labs, foi assinalado entre as 09 e 12 horas, estando integradas actualmente neste ecossistema digital mais de trinta empresas entre as quais o Banco Nacional de Angola, Africell e Chevron.

“Há mais pessoas e empresas a beneficiarem dos ganhos económicos e sociais da internet, com o Angonix a alavancar a troca de tráfego entre redes nacionais e internacionais activas na plataforma. Este é um dos principais barómetros para o crescimento do volume de tráfego de internet no país, mantendo local o tráfego local”, esclareceu Crisóstomo Mbundu, coordenador do projecto de Gamig da Angola Cables, citado na nota enviada ao ONgoma News.

A massificação do teletrabalho e do ensino à distância e a actualização da infra-estrutura são os principais factores que contribuem para a tendência de crescimento da economia digital, o que representa maior eficácia, qualidade e redução dos custos dos serviços de internet.

O Angonix, gerido pela Angola Cables, permite a optimização do tráfego gerado a partir de Angola, reduzindo a necessidade dos dados transitarem por conexões internacionais, resultando desta forma em múltiplos ganhos para os operadores activos na plataforma e uma melhor experiência para os utilizadores de internet, de acordo com a nota enviada ao ONgoma News.

Tratando-se de uma plataforma agregadora de redes locais e globais como provedores de serviços de internet (ISPs), redes de distribuição de conteúdo digitais (CDNs), o Angonix proporciona também um conjunto de valências para entidades com necessidades especiais, sensíveis à baixa latência, nomeadamente saúde com telemedicina, segmento financeiro com a interligação a bolsas de valor, sistema de ensino-aprendizado com tele-aula e outros sectores no intuito de minimizar custos e maximizar a qualidade de navegação à internet.

Destaque

No items found.

6galeria

Redacção

A maior plataforma de troca de tráfego de internet do país, o Angonix, atingiu na quarta-feira última, dia 13, um novo recorde ao processar 26 gigabytes de tráfego, pico que representa um crescimento de 85% do consumo interno de internet, comparados aos 14GB verificados em 2019.

O marco na plataforma sediada em Luanda, que hospeda gigantes tecnológicos como Facebook, Microsoft e G-Core Labs, foi assinalado entre as 09 e 12 horas, estando integradas actualmente neste ecossistema digital mais de trinta empresas entre as quais o Banco Nacional de Angola, Africell e Chevron.

“Há mais pessoas e empresas a beneficiarem dos ganhos económicos e sociais da internet, com o Angonix a alavancar a troca de tráfego entre redes nacionais e internacionais activas na plataforma. Este é um dos principais barómetros para o crescimento do volume de tráfego de internet no país, mantendo local o tráfego local”, esclareceu Crisóstomo Mbundu, coordenador do projecto de Gamig da Angola Cables, citado na nota enviada ao ONgoma News.

A massificação do teletrabalho e do ensino à distância e a actualização da infra-estrutura são os principais factores que contribuem para a tendência de crescimento da economia digital, o que representa maior eficácia, qualidade e redução dos custos dos serviços de internet.

O Angonix, gerido pela Angola Cables, permite a optimização do tráfego gerado a partir de Angola, reduzindo a necessidade dos dados transitarem por conexões internacionais, resultando desta forma em múltiplos ganhos para os operadores activos na plataforma e uma melhor experiência para os utilizadores de internet, de acordo com a nota enviada ao ONgoma News.

Tratando-se de uma plataforma agregadora de redes locais e globais como provedores de serviços de internet (ISPs), redes de distribuição de conteúdo digitais (CDNs), o Angonix proporciona também um conjunto de valências para entidades com necessidades especiais, sensíveis à baixa latência, nomeadamente saúde com telemedicina, segmento financeiro com a interligação a bolsas de valor, sistema de ensino-aprendizado com tele-aula e outros sectores no intuito de minimizar custos e maximizar a qualidade de navegação à internet.

6galeria

Artigos relacionados

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form