Actualidade
Empreendedorismo

Angolanos já podem candidatar-se ao Concurso Internacional de Negócios Criativos

Angolanos já podem candidatar-se ao Concurso Internacional de Negócios Criativos
Foto por:
vídeo por:
DR

Os empreendedores angolanos já podem candidatar-se ao Concurso Internacional de Negócios Criativos, cujas inscrições abriram na segunda-feira, dia 15 de Maio, e podem ser feitas através do site https://cbcangola.com.

A iniciativa é lançada pela primeira vez no país pela Acelera Angola Eventos, em representação da marca Creative Business Cup, sendo que os candidatos devem ter no mínimo 16 anos de idade, ser angolano ou residente no país, ter um passaporte válido por um ano  e apresentar uma ideia de negócio criativo ou negócio já constituído até ao próximo dia 30 de Junho.

Segundo uma nota de imprensa enviada ao ONgoma News, depois de encerradas as candidaturas e analisadas as propostas, no dia 15 de Julho será feita a identificação e comunicação dos pré-finalistas pelo pré-juri, sendo que de 24 a 26 do mesmo mês os dez seleccionados serão submetidos num processo de “Imersão”.

Já em Agosto, refere a nota, especificamente no dia 31, será feita a apresentação do vencedor do Creative Business Cup Angola (CBC Angola), que participará da final mundial a 16 de Novembro em Copenhaga, na Dinamarca.

Em relação aos prémios, a Acelera Angola Eventos informa que estes ainda estão por definir, sendo que brevemente poderão ser consultados no website oficial da Creative Business Cup (www.creativebusinesscup.com), onde é possível saber do valor dos prémios das edições anteriores.

Por fim, a entidade promotora do evento no país refere que as vantagens da participação nesta iniciativa vão, além da oportunidade de ir a Copenhaga e participar de workshops, é que os cinco primeiros classificados nacionais terão acesso gratuito  e um perfil no CBC Connect,  que os promove internacionalmente. Podem também participar do programa on-line de preparação para Copenhaga, incluindo webinars e conselhos de especialistas.

Recorde-se que são definidas como áreas da indústria criativa, entre outras, o design, arquitectura, produção de conteúdos e TICs, jogos electrónicos, propaganda e publicidade, livros, música, filmes e vídeos, arte e artesanato, rádio e TV e tecnologias ambientais.

 

 

6galeria

Artigos relacionados