Actualidade
Acordo

Angola assina “Compacto Lusófono” com financiamento máximo de 1 milhão de dólares

Angola assina “Compacto Lusófono”  com financiamento máximo de 1 milhão de dólares
Foto por:
vídeo por:
Cedidas

Angola tornou-se o terceiro país dos PALOP a assinar o “Compacto Lusófono”, depois de Moçambique e Cabo Verde, numa iniciativa do (BAD) Banco Africano de Desenvolvimento e de Portugal.

O acordo que dá acesso a financiamentos do BAD, combinados com garantias da (SOFID) Sociedade para o Financiamento do Desenvolvimento, instituição portuguesa financeira de crédito, foi assinado ontem durante a conferência internacional sobre financiamento para o desenvolvimento económico e contou com as presenças do  Ministro de Estado para Coordenação Económica, Manuel Nunes Júnior, Ministro da Economia e Planeamento, Pedro Luís da Fonseca, representante da União Europeia em Angola, Ramon Reigada e Joseph Ribeiro, representante residente do BAD.

É também objectivo do instrumento de financiamento aproximar os mercados que falam a mesma língua, o português, embora estes estejam geograficamente afastados, lê-se no comunicado a que tivemos acesso, que refere ainda que, para Angola, o projecto decidiu financiar os empresários com um valor máximo de investimento avaliado em 1 milhão USD.

O Compacto para o Desenvolvimento dos países lusófonos é uma iniciativa lançada no final de 2017 pelo BAD e pelo Governo português para financiar projectos lançados em países lusófonos com o apoio financeiro do banco africano e com garantias do Estado português, que assim asseguram que o custo de financiamento seja mais baixo e com menos risco.

Paralelamente à assinatura, este ano, avança o documento que recebemos, os visitantes e expositores poderão assistir in loco todos os momentos da FILDA através de uma TV Indoor que está transmitir som e imagem a partir da projecção de um ecrã em 360 graus, como também poderão acessar ao evento pelo canal do youtube da TV FILDA 2019 que está disponível desde o arranque do certame. https://www.youtube.com/watch?v=Cg0unuS4JBk

 

6galeria

Andrade Lino

Jornalista

Estudante de Língua Portuguesa e Comunicação, amante de artes visuais, música e poesia.

Angola tornou-se o terceiro país dos PALOP a assinar o “Compacto Lusófono”, depois de Moçambique e Cabo Verde, numa iniciativa do (BAD) Banco Africano de Desenvolvimento e de Portugal.

O acordo que dá acesso a financiamentos do BAD, combinados com garantias da (SOFID) Sociedade para o Financiamento do Desenvolvimento, instituição portuguesa financeira de crédito, foi assinado ontem durante a conferência internacional sobre financiamento para o desenvolvimento económico e contou com as presenças do  Ministro de Estado para Coordenação Económica, Manuel Nunes Júnior, Ministro da Economia e Planeamento, Pedro Luís da Fonseca, representante da União Europeia em Angola, Ramon Reigada e Joseph Ribeiro, representante residente do BAD.

É também objectivo do instrumento de financiamento aproximar os mercados que falam a mesma língua, o português, embora estes estejam geograficamente afastados, lê-se no comunicado a que tivemos acesso, que refere ainda que, para Angola, o projecto decidiu financiar os empresários com um valor máximo de investimento avaliado em 1 milhão USD.

O Compacto para o Desenvolvimento dos países lusófonos é uma iniciativa lançada no final de 2017 pelo BAD e pelo Governo português para financiar projectos lançados em países lusófonos com o apoio financeiro do banco africano e com garantias do Estado português, que assim asseguram que o custo de financiamento seja mais baixo e com menos risco.

Paralelamente à assinatura, este ano, avança o documento que recebemos, os visitantes e expositores poderão assistir in loco todos os momentos da FILDA através de uma TV Indoor que está transmitir som e imagem a partir da projecção de um ecrã em 360 graus, como também poderão acessar ao evento pelo canal do youtube da TV FILDA 2019 que está disponível desde o arranque do certame. https://www.youtube.com/watch?v=Cg0unuS4JBk

 

6galeria

Artigos relacionados

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form