Actualidade
Aviação

Aeroporto 4 de Fevereiro certificado para realização de voos internacionais

Aeroporto 4 de Fevereiro certificado para realização de voos internacionais
Foto por:
vídeo por:
DR

O Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro conta desde ontem com o certificado que lhe autoriza a realizar voos internacionais, conforme especificações operacionais,  sete anos depois do início do processo.

Conforme informou o Ministério dos Transportes, em comunicado, o certificado foi entregue ontem pela Autoridade Nacional da Aviação Civil (ANAC), representando “um marco para o subsector da aviação civil em Angola, uma vez que o Estado cumpre agora com a obrigação estabelecida pela ICAO (desde 27 de Novembro de 2003) de possuir todos os aeroportos internacionais em operação divulgados no Plano de Navegação Aérea África-Oceano Índico (AFI) certificados pela ANAC”.

Trata.se de um processo que se encontrava pendente desde Junho de 2015, altura em que a certificação do aeroporto internacional foi iniciada pelo então Instituto Nacional da Aviação Civil (INAVIC), de acordo com a recomendação emanada da Organização da Aviação Civil Internacional, em Março de 2001, tendo o processo sido retomado em Abril de 2017, na sequência das insuficiências detetadas pela ICAO.

A nota, a que a Lusa teve acesso, sublinha que neste novo processo foi realizada a inspecção de certificação ao Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro no período de 19 de Junho a 10 de Julho do 2018, tendo as 136 não conformidades detectadas sido submetidas à direcção da Empresa Nacional de Exploração de Aeroportos e Navegação Aérea (Enana) em Setembro.

De acordo com o comunicado. “destas 136 não conformidades, destacam-se a degradação da infra-estrutura, em especial dos pavimentos das pistas e dos caminhos de circulação, bem como das luzes e sistemas eléctricos”, além da “condição do Serviço de Salvamento e Combate a Incêndio do AIL [Aeroporto Internacional de Luanda], incluindo problemas nos equipamentos, a insuficiência nas áreas de operações e manutenção aeroportuária e a ausência de um Sistema de Gestão da Segurança Operacional”.

Destaque

No items found.

6galeria

Redacção

O Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro conta desde ontem com o certificado que lhe autoriza a realizar voos internacionais, conforme especificações operacionais,  sete anos depois do início do processo.

Conforme informou o Ministério dos Transportes, em comunicado, o certificado foi entregue ontem pela Autoridade Nacional da Aviação Civil (ANAC), representando “um marco para o subsector da aviação civil em Angola, uma vez que o Estado cumpre agora com a obrigação estabelecida pela ICAO (desde 27 de Novembro de 2003) de possuir todos os aeroportos internacionais em operação divulgados no Plano de Navegação Aérea África-Oceano Índico (AFI) certificados pela ANAC”.

Trata.se de um processo que se encontrava pendente desde Junho de 2015, altura em que a certificação do aeroporto internacional foi iniciada pelo então Instituto Nacional da Aviação Civil (INAVIC), de acordo com a recomendação emanada da Organização da Aviação Civil Internacional, em Março de 2001, tendo o processo sido retomado em Abril de 2017, na sequência das insuficiências detetadas pela ICAO.

A nota, a que a Lusa teve acesso, sublinha que neste novo processo foi realizada a inspecção de certificação ao Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro no período de 19 de Junho a 10 de Julho do 2018, tendo as 136 não conformidades detectadas sido submetidas à direcção da Empresa Nacional de Exploração de Aeroportos e Navegação Aérea (Enana) em Setembro.

De acordo com o comunicado. “destas 136 não conformidades, destacam-se a degradação da infra-estrutura, em especial dos pavimentos das pistas e dos caminhos de circulação, bem como das luzes e sistemas eléctricos”, além da “condição do Serviço de Salvamento e Combate a Incêndio do AIL [Aeroporto Internacional de Luanda], incluindo problemas nos equipamentos, a insuficiência nas áreas de operações e manutenção aeroportuária e a ausência de um Sistema de Gestão da Segurança Operacional”.

6galeria

Artigos relacionados

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form