Arte e Cultura
Espectáculo

11 de Novembro celebrado com festival de música "Força Angola 47 Anos"

11 de Novembro celebrado com festival de música "Força Angola 47 Anos"
Foto por:
vídeo por:
DR

Um festival musical, com o tema "Força Angola 47 Anos", irá decorrer em Luanda, em celebração dos 47 anos de Independência de Angola, assinalados no dia 11 deste mês, estando a capital a acolher o acto central das festividades.

O espectáculo acontece no próximo dia 12, no Estádio dos Coqueiros, antecedendo um evento presidido pelo ministro da Administração do Território (MAT), Dionísio da Fonseca, na Praça Doutor António Agostinho Neto, e vai juntar vários músicos nacionais e internacionais.

Esse espectáculo contará com as actuações internacionais de Angélique Kidjo, Monique Séka, Lutchiana Mobulu, Petit pays e Sam Mangwana, ao passo que, de Angola, subirão ao palco os músicos Dom Caetano, Yuri da Cunha, Yannick Afroman e Prodígio, entre outros.

Tal como as demais efemérides nacionais, o 11 de Novembro deve ser celebrado em todo o país e nas missões diplomáticas e consulares angolanas, em conformidade com o programa aprovado pelas autoridades competentes.

Segundo o programa em alusão à data, a que o Novo Jornal teve acesso, o Presidente João Lourenço vai depositar, no dia 11, uma coroa de flores na estátua do primeiro Chefe de Estado angolano, António Agostinho Neto, no Largo da Independência.

A celebração dos 47 anos de Independência Nacional ocorre numa altura em que os angolanos realizaram as V eleições gerais, que deram a vitória ao MPLA, que governa o país desde 1975, elegendo 124 deputados dos 220 que compõem a Assembleia Nacional.

A Independência de Angola foi proclamada a 11 de Novembro de 1975, pelo primeiro Presidente, Agostinho Neto.

Na altura, o controlo de Angola estava dividido pelos três maiores movimentos de libertação de Angola, MPLA, UNITA e FNLA, pelo que a Independência foi proclamada unilateralmente, por cada um deles.

O MPLA, que controlava a capital, Luanda, proclamou a Independência da República Popular de Angola às 23:00 de 11 de Novembro de 1975, pela voz de Agostinho Neto.

Holden Roberto, líder da FNLA, proclamava a Independência da República Popular e Democrática de Angola à meia-noite do dia 11 de Novembro, no Ambriz (hoje província do Bengo).

Nesse mesmo dia, a Independência foi também proclamada em Nova Lisboa (Huambo), por Jonas Savimbi, líder da UNITA.

Destaque

No items found.

6galeria

Ylson Menezes

Repórter

Ylson Menezes é poeta. Amante de leitura e de escrita, é também aspirante a jornalista.

Um festival musical, com o tema "Força Angola 47 Anos", irá decorrer em Luanda, em celebração dos 47 anos de Independência de Angola, assinalados no dia 11 deste mês, estando a capital a acolher o acto central das festividades.

O espectáculo acontece no próximo dia 12, no Estádio dos Coqueiros, antecedendo um evento presidido pelo ministro da Administração do Território (MAT), Dionísio da Fonseca, na Praça Doutor António Agostinho Neto, e vai juntar vários músicos nacionais e internacionais.

Esse espectáculo contará com as actuações internacionais de Angélique Kidjo, Monique Séka, Lutchiana Mobulu, Petit pays e Sam Mangwana, ao passo que, de Angola, subirão ao palco os músicos Dom Caetano, Yuri da Cunha, Yannick Afroman e Prodígio, entre outros.

Tal como as demais efemérides nacionais, o 11 de Novembro deve ser celebrado em todo o país e nas missões diplomáticas e consulares angolanas, em conformidade com o programa aprovado pelas autoridades competentes.

Segundo o programa em alusão à data, a que o Novo Jornal teve acesso, o Presidente João Lourenço vai depositar, no dia 11, uma coroa de flores na estátua do primeiro Chefe de Estado angolano, António Agostinho Neto, no Largo da Independência.

A celebração dos 47 anos de Independência Nacional ocorre numa altura em que os angolanos realizaram as V eleições gerais, que deram a vitória ao MPLA, que governa o país desde 1975, elegendo 124 deputados dos 220 que compõem a Assembleia Nacional.

A Independência de Angola foi proclamada a 11 de Novembro de 1975, pelo primeiro Presidente, Agostinho Neto.

Na altura, o controlo de Angola estava dividido pelos três maiores movimentos de libertação de Angola, MPLA, UNITA e FNLA, pelo que a Independência foi proclamada unilateralmente, por cada um deles.

O MPLA, que controlava a capital, Luanda, proclamou a Independência da República Popular de Angola às 23:00 de 11 de Novembro de 1975, pela voz de Agostinho Neto.

Holden Roberto, líder da FNLA, proclamava a Independência da República Popular e Democrática de Angola à meia-noite do dia 11 de Novembro, no Ambriz (hoje província do Bengo).

Nesse mesmo dia, a Independência foi também proclamada em Nova Lisboa (Huambo), por Jonas Savimbi, líder da UNITA.

6galeria

Artigos relacionados

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form